„Najbizarnije cipele ikada“ osvojile Nedelju mode u Parizu (foto, video)

Svetski modni dizajner Džon Galijano predstavio je svoju kolekciju jesen/zima 2018., a jedne cipele uspele su u potpunosti da osvoje pažnju publike.

Love 🖤📱👠 #MaisonMargiela Fall 2018 Couture By #johngalliano #genius

A post shared by Nayla Al Naimi (@nayla_alnaimi) on

Otkad je napustio modnu kuću “Maison Margiela“ 2014. godine, britanski kreator Džon Galijano pokrenuo je svoj sopstveni brend koji je poznat po kreativnim idejama.

U kolekciji jesen/zima 2018. on je bio inspirisan tehnologijom, a rezultat toga je garderoba koja poseduje “nomadski glamur”, izrađena je od različitih vrsta futurističkih materijala koji izgledaju kao da su došli iz svemira.

PARTE 1 – FINALMENTE a @maisonmargiela fez upload do seu desfile da linha “artisanal" na semana de Haute Couture parisiense. Estava aguardando para poder dar fechamento de comentários dessa semana que se foi e já deixou saudades. Por muitas fontes, @jgalliano em seu desfile para Margiela foi O ACONTECIMENTO dessa semana de HC, por outras nem tanto, mas considero sem dúvida alguma um grande highlight. Sabe o famoso conceitão? É isso. Bem executado, subjetivo, complexo e traduzido em uma imagem de moda concebida por um gênio da moda. Um dos poucos desfiles da alta costura que nos veio com uma imagem de um possível futuro, teve um “buzz” iniciado desde o podcast feito por Galliano para o Itunes, plataforma da Apple. Em sua subjetividade, Galliano traz a vida nômades digitais pós-contemporâneos que são imersos em suas individualidades, protegidos em seus mundos tecnológicos. Suas roupas são sobreposições de memórias de roupas sobre roupas que vão sobre o tecido, e que por fim, compõem este ser “futurista” alegórico que vimos cruzar a passarela da Maison Margiela ao som de Bono. O desfile “In Memory of…” que o NYT considerou que “define a alta costura contemporânea” é OVER. São muitas, mas MUITAS camadas de tecidos e técnicas de primeiro nível aplicadas. O material é um susto para uma passarela de alta costura: tecidos que não costumamos ver em HC é o que faz o desfile da Maison. A sapataria é impecável e uma das mais imponentes da Maison até agora em termos de design. A beleza assinada pela comparsa de Galliano, @patmcgrathreal é um espetáculo a parte. Da parceria de anos de ambos, é um dos ápices da colaboração. Os nômades deste século, carregam tudo em seus próprios corpos, inclusive seus telefones e tablets, em pernas e braços suportados por acessórios Margiela. A sensação é que: Galliano, ao propor a moda, despe o ser e as próprias roupas contemporâneas e mostra o amontoado que somos, a complexidade que carregamos como seres em uma materialidade de camadas sem fim, que uma sobre a outra, contam mais de quem somos e/ou seremos na passarela da vanguardista Margiela. #margiela #johngalliano #fashion #fashionwork #hautecouture #hc2018 #moda #news #review #diz

A post shared by D I Z por Marcos Paulo (@dizpormp) on

Ipak, aksesoari su izazvali ipak najviše pažnje na reviji, odnosno cipele ukrašene slušalicama i držačima za mobilni telefon iPhone koje su pričvršćene za članak.

Manekenke su prošetale ove neobične cipele, a mnoge dame, iako impresionirane idejom, kažu da su one nešto najbizarnije što su videle do sada.

Napišite komentar

Najnovije iz rubrike